segunda-feira, 23 de março de 2009

Mais um dia de spotting na BA6 - 2009

Lá fui hoje bem de manha para a cabeceira da BA6, com a minha fiel maquina e uma caixa de bolachas, deste vez levei também algo para ler.



Finalmente pelas 10:40 descolou um C295 o 16702, já o estava a seguir visualmente desde que saiu da placa ao pé de um C130. Já agora enquanto isto ia acontecendo reparei que estavam a transportar à mão algo retangular e vermelho pela pista, parecia uma jangada de salvamente mas não consegui perceber o que era na verdade.

Como tem sido recorrente o C295 começa a fazer aproximações a pista e sem nunca tocar no chão mete potencia e sobe.

O avião é mais silencioso que o C130 mas mesmo assim tem um ronco valente!! Juro que as pás iam a rodar!


Pela tarde andaram a voar dois Merlin e um Lynx, só apanhei um dos Merlin.


Foi mais um dia bem passado embora solitário......

sexta-feira, 20 de março de 2009

Esquadilha da Fumaça - Sintra 2008


Nos dias 9 de Julho e 14 de Julho de 2008, tivemos na BA1 a visita da Esquadrilha da Fumaça, a caminho do RIAT.

Já tive a oportunidade de os ver ao vivo na praia do Tamariz no Estoril. Experiencia que gostaria de repetir pois sempre são diferentes e talvez até raros na Europa.

No primeiro dia apanhei a descolagem dos aviões para Inglaterra, saíram um de cada vez e no fim lá seguiu o Hércules de apoio.



No segundo dia já não consegui apanhar o Hércules mas deu para fotografar a chegado dos Fumaça. Vinham em formação e fizeram um peel off magnífico.

sábado, 14 de março de 2009

Aeronostalgia 2008

Nesta festa tivemos uma aparente abertura para a comunidade spotter, a organização deu-nos acesso e prometeu-nos um espaço só para nós. Na realidade tive acesso à base antes do público mas este acabou por ser a único privilégio pois o espaço que estava dedicado aos spotters estava muito mal colocado, julgo que ninguém lá ficou.

Mas vamos ao mais importante, a actividade aérea foi variada e representativa do que se consegue fazer por cá.

A maior surpresa foi a escolta dada pelos Asas de Portugal à chegada do último A310 da TAP, deve ter apanhado de surpresa grande parte do público.

Como seria de esperar tivemos os Rotores de Portugal e os Asas de Portugal, ao nível que já nos habituaram.

No fim tivemos uma passagem a baixa altitude pelo A310.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Festa dos Helicópteros - Saltimbancos

Vi no site da Força Aérea Portuguesa o anúncio da Festa dos helicópteros a realizar em Beja, mandei logo a minha inscrição.
Ao chegar à base, entro no concurso para voar num Alouette III, não tive sorte nenhuma, ainda não foi desta vez que tive o meu baptismo de voo num heli.


Lá fui para a placa ver a pequena exposição que tinham com um Alouette III, um Alouette II e um Puma, o 19504, um dos que foram reactivados para irem para os Açores, ainda tínha a esperança de o ver a voar mas não tivemos essa sorte.

Entretanto os voos para os sortudos e para membros dos Saltimbancos, Esquadra 402 que esteve estacionada no Luso Leste de Angola, durante os anos de 1969 a 1974 e que tiveram o seu encontro anual na Festa dos helicópteros.

Tive a oportunidade de ver um senhor virar-se para a sua família e dizer, olhando para o seu livro de registos, “eu voei neste heli na guerra”. O olhar de espanto na cara do homem, ao reencontrar este velho amigo ficou marcado na minha memória.
Tivemos também direito a uma demo dos Rotores de Portugal que como sempre mostraram a sua habilidade na manobra destes helis.

Foi a primeira fez que participei neste festa julgo que correu muito bem mas que tem espaço para crescer no futuro. Se é uma festa dos helicópteros onde é que estavam o Merlim e o Lynxs?

quinta-feira, 12 de março de 2009

Visita EHM - Maio 2008

No seguimento do posto anterior, encetei contactos com a EHM tendo em vista uma visita as instalações da mesma na BA6, para falar a verdade a iniciativa nem partiu de mim.
Após alguns adiamentos, o grande dia lá chegou, máquina limpa e baterias carregadas lá me meti a caminho. Cheguei a base e lá tratei de me identificar e de pedir orientações para chegar a esquadra pois nunca antes lá tinha entrado.



Cheguei as instalações a medo não sabia lá muito bem como agir e até onde podia ir, mas reparei logo que um Lynx estava a voar e pelo que sabia o meu “contacto” estava lá em cima, por isso fui até ao edifício da esquadra identificar-me, para meu espanto parecia que todos sabiam quem eu era e que estavam a minha espera.


Um jovem tenente vem ter comigo e vamos buscar uns óculos, parecidos com os que se usa na neve e uns supressores. Depois de me equipar vamos para a placa. O heli está a descolar dá uma volta de 180º e segue baixinho as linhas no chão, depois faz estacionário mesmo de frente para mim e diz-me olá baixando e subindo o nariz do heli, estava tão fixado na foto que nem respondi ao cumprimento.


Seria muito longo e chato estar aqui a descrever ao pormenor todo o que vi, ouvi e senti nesta tarde, basta dizer que superou em tudo o que de melhor eu poderia estar a espera, a forma como fui recebido, a abertura que tiveram a facilidade e a capacidade de responderem às perguntas de alguém que estava maravilhado foi BRUTAL.


Acabo este post dizendo que entrei na BA6 a medo e com “contactos na EHM” sai da BA6 nas nuvens e com amigos na EHM.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Nauticampo 2008

Neste report vou descrever a deslocação do Lynx, 19201, pelas ruas do Parque das Nações.
Este heli fez parte do stand da Marinha na Nauticampo 2008. Tive conhecimento desta deslocação no fórum 9gs, com um pedido para os spotters se juntarem a este movimento. Por ainda não conhecer este pessoal da EHM, isto pareceu-me extraordinário.
Lembro-me bem deste dia, foi quando ouve aquelas grandes cheias em Lisboa, mas nada me impediu de estar presente na porta da Fil à hora indicada, 10h mas do heli nada, andei a rondar pela zona até a hora do almoço, lá fui comer e quando voltei reparei que o polícia que estava na porta era outro e notei que tinha sido referenciado por eles pois a reacção do homem foi notória quando me viu. Para não ter um mau ambiente, fui ter com o polícia para me identificar e explicar o que queria. Ele foi muito simpático mas foi peremptório, não podia fazer fotos nenhumas!
Afasto-me um pouco e olho lá bem para dentro do parque da Fil, vejo o heli aparecer e um senhor da Marinha de máquina de filmar no ombro a correr para a rua, mesmo para onde eu estava, aproveito a oportunidade e falo com ele, nem tive de me explicar eles já estavam à espera dos spotters, disse-lhe da conversa com o polícia, ele ri e diz-me para falar com o Comandante. Assim faço e sou muito bem recebido, ele diz-me para estar a vontade e pede-me para fazer muitas fotos.
Agora começa a correria pelas ruas, sempre a manter-me a frente do heli, foi muito estranho ver um autocarro atrás do heli, o transito a parar numa rotunda. Mas também deu para ver o cuidado e a atenção com que o meio era manobrado, a estrada tinha árvores nos passeios e por vezes buracos que tinham de ser contornados.





Por fim lá chegamos ao largo de onde o Heli ia descolar, de novo tive oportunidade de acompanhar todas as manobras necessárias para por o heli operacional, colocar as pás na posição correcta e as verificações internas e externas ao heli.


Lá chegou o grande momento, a descolagem, nunca antes tinha estado tão perto de uma helicóptero a descolar, as correntes de ar foram muito fortes mas valeu a pena.




Estive quase um dia inteiro a chuva para em menos de uma hora fazer mais de 500 fotos, estas que estão aqui são apenas uma minúscula amostra.

sábado, 7 de março de 2009

Portugal Air Show 2007

Voltemos para o passado, desta vez para o Portugal Air Show 2007 em Évora.
Neste evento puderam ver aquela rapada do A310 da TAP que deixou meio mundo de boca aberta, infelizmente não estive no PAS no sábado….
Mas o domingo foi por si só bastante interessante. Pudemos ver, na parte de manha, uma variada actividade aérea. Mas foi na parte da tarde que as coisas aqueceram.
Vou apenas referir o que me pareceu mais importante.

A demo do Lynxs da Armada, foram mais uma vez uma estrela no evento, com as suas manobras rápidas com a particularide da atenção que prestaram aos spotters, que estavam muito bem colocados para “apanharem” o heli.






A descolagem do Merlin da FAP, foi apenas isso, rebocaram o heli para a pista e eles descolaram, mais nada.

Tivemos também os Rotores e os Asas, sempre os melhores e uma patrulha espanhola de helis, que passam um pouco despercebidos. Já é a segunda vez que os vejo e não me entusiasmam.






Depois apareceu um C130 da FAP que largou uns pára-quedistas a grande altitude, depois de eles aterrarem vez uma passagem e na volta voltou a largar mais pára-quedistas, para simular um assalto a pista. Como podem ver pela foto já estávamos em contra luz pois fomos retirados do local onde estávamos, local este de onde teríamos o sol nas costas.






Já perto do fim tivemos direito a um voo do B25, estava ansioso por ver e ouvir este avião, fiquei desiludido estava a espera de mais. Não chegou aos calcanhares do Spitfire que tiveram numa edição anterior.






O fim foi estrondoso com a passagem de 4 F16, que me apanharam desprevenido já sem máquina.